Os Métodos de Ensino Participativo

Alternativas ao ensino jurídico tradicional

Os Métodos de Ensino Participativo

No método de ensino participativo, o aluno torna-se agente na construção de seu próprio conhecimento. O estímulo gerado pela participação ativa no processo de aprendizado desenvolve outras habilidades como o raciocínio, o senso crítico apurado, a forte noção para a aplicação adequada do conhecimento, bem como uma grande capacidade de solução dos problemas. Essenciais para uma atuação profissional diferenciada, tais habilidades são cada vez mais exigidas pelo complexo mercado de trabalho.

 


 

Definições

Role-playing

Aluno assume um papel, desenvolvendo, a partir dele, as atividades solicitadas pelo professor; visa prioritariamente a levar o aluno a pensar os fatos e construir seus argumentos a partir do papel adotado

Simulação

A simulação caracteriza-se pela criação de cenários que simulam a realidade e pela interação dos alunos a partir de seus diferentes papéis; visa prioritariamente a levar o aluno a interagir, dentro do cenário, a partir do papel adotado

Método do caso

A partir de decisões proferidas em casos reais, professor conduz o diálogo levando o aluno a desenvolver o raciocínio jurídico por meio da análise, interpretação e construção de argumentos jurídicos

Problem-Based Learning

A partir da análise de casos complexos (reais ou hipotéticos), que envolvem elementos jurídicos e não-jurídicos, aluno desenvolve a capacidade de elaborar formulações jurídicas que equacionem a situação apresentada

Diálogo Socrático

Diálogo conduzido pelo professor é a ferramenta central; professor utiliza-se da argumentação dos alunos para levá-los, a partir de questionamentos, ao entendimento e reflexão sobre um conceito ou tópico específico

Seminário Temático

Aluno ou grupo de alunos pesquisam e apresentam um tema ainda não totalmente conhecido dos colegas; objetivo prioritário é informar e/ou completar e ampliar o conhecimento da turma sobre o tema; tipicamente, é a atividade central da aula

Seminário de Leitura

Aluno ou grupo de alunos apresentam texto já conhecido dos colegas; objetivo prioritário é sistematizar, problematizar e/ou criticar texto ou objeto previamente conhecido; tipicamente, serve como atividade inicial da aula

Seminário de Pesquisa

Aluno ou grupo de alunos apresentam projeto de pesquisa acadêmica em andamento ou pesquisa já realizada; tipicamente, conduz ao debate posterior com a turma

Aula Expositiva

Exposição é a ferramenta central, com perguntas eventuais dos alunos tendo como função primordial esclarecer aquilo que o professor quer passar

Debate

O debate entre os alunos é a ferramenta central. O professor atua apenas na coordenação e supervisão do processo

Leitura Crítica

A partir da leitura de documentos (peças processuais, contratos, legislação, etc.) aluno realiza atividades para desenvolver sua capacidade de análise, interpretação e compreensão

Jogos

Jogos envolvem primordialmente a interação entre os alunos, segundo regras pré-estabelecidas, para o atingimento de um objetivo, de forma competitiva ou colaborativa

Leitura de Aprofundamento

                                                                                                                                                                 

Educação Executiva Presencial, Customizada e a Distância

                                                                                                                                                70 Anos FGV            FGV Notícias         FGV News