Leituras do Brasil no humor

Publicado em 21 out. 2015. Última atualização em 10 abr. 2017
ACTIVITY DESCRIPTION

Ementa: 

Atividade que enfoca a relação entre expressão artística e formas jurídicas. Pretende-se que os alunos construam um raciocínio crítico e se desvencilhem do senso comum para refletir sobre as diferentes leituras do país. Os alunos examinam a relação entre a grande mídia e estereótipos do Brasil. 

Objetivo: 

- OBJETIVO GERAL: fazer uma relação entre discursos teóricos e senso comum sobre o Brasil.
- OBJETIVO ESPECÍFICO: problematizar a forma como pensamos o Brasil por meio de um programa humorístico cujos personagens incorporam diferentes estereótipos sobre o país. Ao final, espera-se que os alunos percebam, a partir do humor, a dinâmica de estruturação de leituras diversas sobre a formação cultural brasileira.
- Pretende-se que os alunos se sensibilizem com os problemas, desconstruindo as visões de senso comum sobre o Brasil e o brasileiro.

Dinâmica: 

- MÉTODO DE ENSINO: diálogo socrático.
- PREPARAÇÃO: houve leitura sugerida do texto Dialética da malandragem, de Antonio Cândido, mas não é fundamental que haja leitura prévia.
- INTRODUÇÃO DA DINÂMICA: o professor iniciou a aula com uma abordagem do senso comum sobre o estereótipo do brasileiro, levando os alunos a tratarem da noção de que no Brasil as leis não são efetivas, de que todos se utilizam do "jeitinho brasileiro" para se beneficiar etc. O professor indicou que o autor Antonio Cândido é fundamental para discutir esse tema, em especial o texto Dialética da malandragem, que está como bibliografia sugerida, e levou um pequeno trecho para trabalhar em sala de aula. Essa introdução durou cerca de 30 minutos.
- DESENVOLVIMENTO DA DINÂMICA: após essa leitura, o professor mostrou um episódio do seriado A Grande Família intitulado Consciência é fogo, que, em síntese, é desenvolvido em torno de um personagem que faz tudo corretamente e se defronta com a posição de outro personagem, o qual lhe diz que "quem nunca fez uma loucura na vida não viveu". O enredo, então, continua, com enfoque no primeiro personagem, que deseja fazer loucuras para mostrar que viveu. O episódio tem aproximadamente 45 minutos.
Depois da leitura do texto e apresentação do vídeo, o professor realizou um debate em sala de aula com todos os alunos. Ele indagou sobre o porquê do comportamento do personagem que deseja mostrar que não é engraçado agir corretamente, comparando com a falta de indignação diante da conduta do outro personagem, que não segue rigidamente as regras. O professor procurou fazer os alunos compreenderem o que a imagem do senso comum no humor reforçava e mostrou a contradição sobre por que rimos de alguém que segue as regras. O debate durou 30 minutos.
- TÉRMINO DA DINÂMICA: nos 10 minutos finais da aula, o professor conjugou as opiniões e expôs algumas considerações a respeito da construção e desconstrução do senso comum sobre o Brasil e o brasileiro.
- CUIDADOS COM A AULA: 
1) É recomendável não exibir o vídeo até o final e fazer os alunos responderem imediatamente às questões. É importante deixá-los se divertir um pouco com o humor apresentado. Vale começar perguntando se gostaram, o que acharam mais engraçado e daí entrelaçar esses comentários com o objeto da dinâmica. O professor deve assistir ao episódio e ler o texto com antecedência, além de preparar algumas indagações e conexões com os temas relevantes para o curso e para a problemática apontada em aula.
2) Caso a sala tenha muitos alunos, sugere-se que a turma seja dividida em grupos, colocando todas as questões de uma vez, atribuindo um período razoável para que eles escrevam resumidamente sua opinião e, após isso, relatem à sala, cabendo ao professor o acompanhamento e fomento do debate.

Avaliação: 

- FORMA DE FEEDBACK: o professor deu retorno sobre as opiniões dos alunos durante os debates e ao fechar cada discussão.
- AVALIAÇÃO POR NOTA: houve nota de participação dos alunos nas atividades, que, no entanto, não procurou avaliar a expressão oral ou outra ação realizada pelos alunos. 

Observações: 

Direitos autorais da imagem de capa (recortada):

Imagem: "Encontro de Bonecos Gigantes", 2006, disponibilizada pelo usuário do Flicker "Prefeitura de Olinda", foto de "Passarinho/Pref.Olinda", sob a licença Creative Commons BY 2.0

Detalhes da atividade

Nome: 

Leituras do Brasil no humor

Instituição: 

FGV DIREITO SP

Área de concentração: 

  • Artes e Direito
  • Filosofia do Direito
  • Formação do Estado Brasileiro
  • História do Direito
  • Política e Instituições Brasileiras
  • Sociologia Jurídica

Disciplinas: 

Oficina de Artes e Direito II - 1º ano

Curso: 

  • Graduação

Palavras-chave: 

  • Desconstrução
  • estereótipo brasileiro
  • jeitinho brasileiro
  • senso comum

Número de alunos: 

de 20 a 40

Tempo de aplicação: 

1h ~ 2h

Edição: 

Diogo Rais Moreira
Fernanda Tie Yamamoto
Luiza Andrade Corrêa
Vitória Oliveira

Direitos autorais

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional

Atividades Relacionadas

  • Jan Massys
    Crédito da imagem
    Imagem: "Le collecteur d'impôts", disponibilizado pelo usuário da Wikimedia Commons "Yelkrokoyade", autor: Jan Matsys,  sob as licenças GFDL (http://www.gnu.org/copyleft/fdl.html) ou CC BY-SA 3.0
  • Gavel
    Crédito da imagem
    Imagem: "My Trusty Gavel", 2009, disponibilizada pelo usuário do Flicker "Brian Turner", sob a licença Creative Commons BY 2.0
  • Filme
    Crédito da imagem
    Imagem: "8 mm Kodak film reel", 2008, disponibilizada pelo usuário do Wikimedia Commons "Coyau", foto de autoria do próprio usuário, sob a licença Creative Commons BY-SA-3.0
  • INCOR
    Crédito da imagem
    Imagem: "Instituto do coração do Hospital das Clínicas de São Paulo", disponibilizada pelo usuário do Wikimedia Commons "Maxpana3", sob a licença Creative Commons BY-SA 4.0 ou GFDL (http://www.gnu.org/copyleft/fdl.html)