Redação de cláusulas arbitrais

Publicado em 21 out. 2015. Última atualização em 07 dez. 2015
Descrição da atividade

Ementa: 

Atividade que conjuga conteúdo, habilidades e competências ao trabalhar conceitos e elementos da arbitragem por meio da redação de cláusulas arbitrais.

Objetivo: 

- OBJETIVO GERAL: a cláusula arbitral é uma espécie de convenção de arbitragem. Ela deve indicar não apenas a opção das partes pela arbitragem como método resolutivo de controvérsias, mas também as regras que serão aplicáveis ao procedimento e ao mérito do caso e, principalmente, as regras para a constituição do tribunal arbitral e instituição da arbitragem, nos termos da lei. É comum que as partes optem pela aplicação de um regulamento de determinado órgão arbitral institucional (a chamada arbitragem institucional), de tal forma que esse regulamento passa a ser incorporado à cláusula arbitral. Uma cláusula arbitral mal redigida (conhecida como cláusula patológica), mesmo no caso de arbitragens institucionais, pode ser fonte de muitas dificuldades no momento de operacionalizar o processo arbitral. Por isso, o objetivo geral da atividade é transmitir aos alunos os conteúdos, habilidades e competências necessários para a redação de uma boa e completa cláusula arbitral, prevenindo, dessa forma, conflitos que possam surgir com relação à própria instauração e instituição da arbitragem.
- OBJETIVO ESPECÍFICO: capacitar os alunos a redigir cláusulas arbitrais, envolvendo desde relações contratuais simples até redes de contratos complexas.
- HABILIDADES E COMPETÊNCIAS A SEREM DESENVOLVIDAS: pretende-se que os alunos desenvolvam a redação jurídica, redação contratual e explorem conteúdos inerentes à redação de cláusulas arbitrais (conceitos de arbitragem ad hoc e arbitragem institucional, idioma da arbitragem, leis aplicáveis, sede da arbitragem), além de desenvolverem a capacidade de trabalho em equipe.

Dinâmica: 

- MÉTODO DE ENSINO: oficina de redação e role-playing.
- PREPARAÇÃO: leitura obrigatória do texto GABBAY, Daniela Monteiro; MAZZONETTO, Nathalia; KOBAYASHI, Patricia Shiguemi. Desafios e Cuidados na Redação de Cláusulas de Arbitragem. In: BASSO, Maristela; POLIDO, Fabrício Bertini Pasquot (org.), Arbitragem Comercial: princípios, instituições e procedimentos - A prática do CAM-CCBC, São Paulo: Marcial Pons, 2013, p. 93-130.
- INTRODUÇÃO DA DINÂMICA: o conteúdo das aulas preparatórias se dividiu em três eixos: (i) elementos básicos (ii) elementos complementares e (iii) elementos complexos da cláusula arbitral. Elementos básicos: conceito de convenção de arbitragem, cláusula e compromisso arbitral como espécies de convenção de arbitragem, autonomia da cláusula arbitral e o princípio competência-competência, arbitragem ad hoc e institucional, a escolha de uma câmara arbitral: o que ponderar e avaliar. Elementos complementares: idioma da arbitragem, lei aplicável e sede da arbitragem. Elementos complexos: eleição de foro judicial para contencioso pré-arbitral ou pós-arbitral, múltiplas partes, múltiplos contratos e múltiplos procedimentos. 
Na primeira aula o professor explicou o funcionamento da dinâmica e na mesma ocasião dividiu a sala em 6 grupos de 3 a 4 alunos, posicionados, internamente no grupo, um em frente ao outro, para facilitar os debates.
- DESENVOLVIMENTO DA DINÂMICA: em todas as aulas o professor apresentou a moldura de algumas relações contratuais e/ou situações-problemas, e solicitou que os alunos discutissem em grupo e redigissem as cláusulas arbitrais adequadas às situações propostas por aproximadamente 20 minutos. Após os debates em grupo e a redação das cláusulas, o professor os convidou  para apresentarem as suas respectivas versões e os demais para fazerem comentários. Depois, o professor apresentou os seus comentários e, eventualmente, formulou mais questionamentos ou problemas.
- TÉRMINO DA DINÂMICA: após os debates iniciais, o professor analisou com toda a sala as versões que foram apresentadas, realçando possíveis omissões ou problemas, fazendo ainda uma correlação com os conteúdos abordados nas aulas.
- CUIDADOS COM A AULA: 
1) É recomendável não formar grupos com muitos componentes (máximo 4 alunos por grupo), assim como manter um número máximo de 6 grupos.
3) É recomendável não trabalhar com casos hipotéticos, utilizando preferencialmente situações-problemas ou diretrizes extraídas a partir de casos práticos ou precedentes judiciais.
2) É importante que o professor deixe os alunos redigirem livremente, sem utilizar modelos.

Avaliação: 

- FORMA DE FEEDBACK: durante a aula.
- AVALIAÇÃO POR NOTA: percentual de participação.

Observações: 

Direitos autorais da imagem de capa:

Imagem: "Writing", 2007, disponibilizada pelo usuário do Flicker "Jonathan Kim", sob a licença Creative Commons BY-NC 2.0

Detalhes da atividade

Nome: 

Redação de cláusulas arbitrais

Instituição: 

FGV DIREITO SP

Área de concentração: 

  • Arbitragem
  • Direito Processual
  • Direito Contratual

Disciplinas: 

Arbitragem - Curso de Processo Civil

Curso: 

  • Pós-Graduação lato sensu

Palavras-chave: 

  • Arbitragem
  • arbitragem institucional
  • cláusula arbitral
  • compromisso arbitral
  • convenção de arbitragem
  • técnicas de redação

Número de alunos: 

de 20 a 40

Tempo de aplicação: 

mais de 4h

Edição: 

Diogo Rais Moreira
Fernanda Tie Yamamoto

Direitos autorais

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional

Atividades Relacionadas

  • Crédito da imagem
    Imagem: "INAUGURAÇÃO PLANTA DE ETANOL DE SEGUNDA GERAÇÃO - RAÍZEN - PIRACICABA 22/07/2015", disponibilizada pelo usuário do Flicker "Secretaria de Agricultura e Abastecimento (SP)", sob a licença Creative Commons BY 2.0
  • Usina hidrelétrica
    Crédito da imagem
    Imagem: "Srisailam Dam with Crust Gates Open", 2007, disponibilizada no Wikimedia Commons pelo usuário "Chintohere", sob a licença de domínio público.
  • Gavel
    Crédito da imagem
    Imagem: "My Trusty Gavel", 2009, disponibilizada pelo usuário do Flicker "Brian Turner", sob a licença Creative Commons BY 2.0
  • Crédito da imagem
    Imagem: "Pozos de Ambición", 2007, disponibilizada pelo usuário do Flicker "Javi", sob a licença Creative Commons BY-SA 2.0